março 02, 2011

Eternamente!



Ando a tua procura
os dias são longos sem ver-te
o vento assovia cantiga triste!

A lua diz-me... espera!
dou-te alvura aos caminhos
e feito bússola, pétalas
cairão por toda estrada
será mão a guiar-te
em noite estrelada!

Enfim, chegarás

aut. Z@ndr@ C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário